domingo, 11 de junho de 2017

Janot deve incluir depoimento de Funaro à PF em denúncia contra Temer


A expectativa do governo é de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresente denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) até a próxima segunda-feira (12). O texto ainda não foi concluído, mas a tendência, segundo informações de O Globo, é de que ele mantenha as acusações de corrupção, organização criminosa e obstrução à Justiça – crimes já atribuídos ao presidente no pedido de abertura de inquérito. Além da perícia da gravação de Joesley Batista, a denúncia deve contar com o material apreendido no início da Operação Patmos e pelo depoimento do doleiro Lúcio Bolonha Funaro, entre outras provas. De acordo com a publicação, o depoimento de Funaro sobre o assédio feito pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) deve ganhar força. Isso porque até se desligar do governo, o peemedebista baiano era um dos mais próximos a Temer no Planalto. À PF, Funaro disse que Geddel telefonou para a mulher dele algumas vezes recentemente. O objetivo de Geddel seria confirmar se o doleiro vai mesmo fechar um acordo de delação premiada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário