segunda-feira, 22 de maio de 2017

Presidente do PTB defende Temer em caso JBS: 'Não estava no exercício do cargo'


O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, saiu em defesa de Michel Temer no caso Joesley Batista, sócio da JBS. O personagem-chave do mensalão disse não ter visto nada de anormal na conversa gravada entre o peemedebista e o empresário. "Esse rapaz [Joesley] armou uma cilada para o presidente. O que o Temer fez de errado? Absolutamente, nada. Foi uma conversa pessoal, no Palácio Jaburu. Ele não estava no exercício do cargo", argumentou Jefferson, sobre o encontro datado de março deste ano. De acordo com a coluna Radar Online, de Veja, o petebista também não viu problemas em Temer ouvir a confissão de Joesley sobre ter comprado um procurador em troca de acesso a informações sigilosas da investigação. "Ah, para com isso. O cara ouve isso e fica na dele. Vai fazer o quê? O presidente não é polícia, não pode prender ninguém. Ouviu uma declaração de caráter pessoal", avaliou Jefferson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário