quinta-feira, 13 de abril de 2017

Tensão Mundial: Coréia do Norte avisa que está pronta para guerra contra os EUA

A Coreia do Norte realizou nesta terça-feira (11) sua sessão anual parlamentar em um ambiente de crescente tensão regional, depois que o regime de Pyongyang assegurou que está preparado para responder a um "ataque preventivo" dos EUA e condenou o envio de um porta-avião à região. A sessão da Assembleia Suprema do Povo (Parlamento), que foi convocada para coincidir com o quinto aniversário da liderança de Kim Jong-un, é realizada anualmente para ratificar as decisões de política local adotadas pelo Partido dos Trabalhadores e o Exército.

O presidente americano, Donald Trump, advertiu nesta terça-feira (11) que está disposto a "resolver o problema" da Coreia do Norte de forma unilateral, em meio a demonstrações de poder entre Washington e Pyongyang, provocando tensões no leste asiático. No fim de semana, os Estados Unidos enviaram um conjunto aeronaval para a península da Coreia, incluindo o porta-aviões "USS Carl Vinson", como um sinal de sua força, levando a Coreia do Norte a declarar que está "disposta a reagir diante de qualquer tipo de guerra que os Estados Unidos desejem".

Uma série de recentes testes de mísseis norte-coreanos alimentou os temores de Washington de que Pyongyang possa ter pronto um míssil balístico intercontinental capaz de descarregar uma ogiva nuclear sobre território americano. Nessas especulações, considera-se também que a Coreia do Norte possa realizar um teste nuclear para comemorar o 105º aniversário de seu fundador, Kim Il-Sung, no sábado.

Coreia do Sul alerta sobre "provocação"

O primeiro-ministro sul-coreano e presidente interino, Hwang Kyo-ahn, alertou nesta terça sobre o risco de uma "grave provocação" da Coreia do Norte, que também poderá ocorrer em 25 de abril, durante o aniversário da criação de seu Exército. *Com informações de agências

Nenhum comentário:

Postar um comentário