terça-feira, 25 de abril de 2017

Primeira Turma do STF julga habeas corpus de Bruno nesta terça-feira; goleiro está confiante



O habeas corpus do goleiro Bruno Fernandes, condenado a 22 anos e três meses pelo assassinato de Eliza Samudio e sequestro do filho Bruninho, será julgado nesta terça-feira (25) pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o site do tribunal, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, o advogado de Bruno, Lúcio Adolfo da Silva, foi comunicado por telefone de que o processo foi apresentado em mesa nesta segunda-feira (24). O julgamento, de acordo com a publicação, está previsto para esta terça. Na semana passada, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a revogação da decisão liminar que libertou Bruno, concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello. Em entrevista ao jornal Extra, o advogado afirmou que Bruno está confiante. "Não acredito que haja uma volta do Bruno para a cadeia. Ele está trabalhando, não esta na gandaia, não fala mal de ninguém. Ele está calmo e tranquilo. Está apreensivo, mas confia no Judiciário", afirmou Adolfo. Ele também rebateu as críticas de que estaria atrasando o processo do recurso. "Não é absolutamente verdade. Quando um advogado demora pra entregar o processo, o juiz manda ir lá e buscá-lo. Ele não tem o que falar sobre isso. Se o processo atrasou, não foi culpa da defesa", declarou. Bruno, atualmente, defende o Boa Esporte, de Varginha (MG). BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário