domingo, 30 de dezembro de 2012

MAIS UM ACIDENTE NA REGIÃO DE BARREIRAS DEIXA VARIAS PESSOAS FERIDAS

 30/12/2012


 
Um grave acidente foi registrado pela polícia rodoviária federal na tarde de ontem sexta-feira, 28, por volta de 17h30, na BR 242, na altura do km 833, em frente ao posto de combustível 40, aproximadamente 28 quilômetros do local do acidente onde um VW Gol e uma Toyota Hilux se colidiram terminando com a morte do condutor do Gol ,o taxista Diego Lima.

Desta vez o acidente foi uma saída de pista, seguida de capotamento, de uma caminhonete Nissan Frontier, de cor preta, placa de Goiânia, que seguia de Barreiras sentido LEM, conduzida por Alexander Fontanella, de 34 anos.

Segundo testemunhas, após realizar uma ultrapassagem e ao concluir a manobra, o capô da caminhonete teria aberto, tirando a visão do condutor.

Sem poder enxergar e temendo colidir frontalmente com uma carreta que seguia no sentido contrário, Alexander jogou o veículo para fora da pista, capotando em seguida.

Além do motorista, viajavam na caminhonete outras três pessoas: Margelly da Silva Rocha, 27 anos, Anderson Fontenella, 14, e Geovana Tavares de apenas 10 anos.
O veículo ficou totalmente destruído deixando os ocupantes do veículo presos nas ferragens. O Corpo de Bombeiros e o SAMU retiraram as vitimas das ferragens. 

Alexander teve fratura em um dos braços e reclamava de fortes dores no peito. Sua esposa, Margelly, sentia fortes dores nas costas, o pequeno Anderson sofreu lesões leves e garota Geovana sofreu fratura em um dos braços e sofreu lesões graves em outras pastes do corpo.

Todos foram socorridos pelo SAMU paro o Hospital do Oeste (HO) onde permanecem internados.

Presenciando quase todos os dias acidentes nesta rodovia, o inspetor chefe da polícia rodoviária federal, o patrulheiro Vanderlúcio, faz um alerta para os motoristas. "Pedimos aos usuários que redobre a atenção nas estradas neste período de final e começo de ano. Não faça ultrapassagem em local proibido, se beber não dirija e que tenha paciência, porque é melhor chegar ao destino indo devagar do que em alta velocidade e não chegar. Somente esse mês já são 15 mortes nas estradas da nossa região. Todas as vítimas de acidentes e em todos os casos, incluindo os dois acidentes de hoje, podemos avaliar que a principal causa foi falha humana"; disse Vanderlúcio.


Fonte: Blog do Sigi Vilares em Barreiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário