quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

FEIRA DE SANTANA ADERE A GREVE DOS POLICIAS MILITARES

Policiais militares de Feira de Santana paralisaram as atividades desde as 19h de ontem (31), aderindo ao movimento de greve  deflagrada em todo o estado durante uma assembleia em Salvador.
A categoria  reivindica, entre outros itens, a incorporação de gratificações e pagamento de adicional de periculosidade.
A reportagem do Acorda Cidade percorreu alguns locais de atuação da Polícia Militar na manhã de hoje (1) e constatou que as quatro viaturas de 64 ª Companhia Independentes da Polícia Militar (CIPM), responsável pela segurança no centro da cidade, estão paradas e que os policiais que  atuam no Hospital Geral Clériston Andrade não compareceram  para fazer os registros  no boletim de ocorrências da unidade.
Apesar disso, uma viatura foi vista circulando pela avenida Getúlio Vargas e haverá policiamento durante os jogos do baianão.
Em entrevista ao Acorda Cidade o coronel Hélio Godin, comandante do Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL), falou do compromisso e responsabilidade da corporação com a segurança no estado e afirmou que nada fora do normal foi registrado em Feira de Santana.O comandante não informou o percentual do efetivo que está atuando no município.
Em nota pública a Secretaria de Segurança Pública afirma que os serviços de segurança seguem dentro da normalidade. Segundo a nota, todas as providências já foram tomadas e estão mantidas as rotinas do policiamento na capital e no interior. Ainda segundo a nota, a PM esclarece que as solicitações enviadas ao Comando estão sendo tratadas junto às associações coorporativas. (Acorda Cidade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário